concentração

Concentração | aprenda a se concentrar

Se praticarmos a concentração e a meditação com regularidade, com toda a certeza seremos bem-sucedidos. Se formos realmente sinceros, atingiremos a meta.

– Sri Chinmoy

Sobre a concentração e meditação

Play video

Concentração

Textos de Sri Chinmoy

 

Concentração: a vontade indomável da alma

Ao nos concentrarmos, somos como um projétil entrando em algo, ou como um ímã atraindo o objeto de concentração para a nossa direção. Nessa hora, não deixamos que nenhum pensamento entre na nossa mente, seja ele divino ou não-divino, mundano ou celestial, bom ou ruim. Na concentração, a mente inteira precisa estar focalizada num objeto ou assunto específico. Se estivermos nos concentrando na pétala de uma flor, devemos tentar sentir que nada mais existe no mundo, mas apenas a pétala. Não olhamos nem para frente nem para baixo, para cima ou para dentro. Procuramos apenas assimilar o objeto com a nossa concentração unidirecionada. Não é uma maneira agressiva de entrar em alguma coisa. Essa concentração vem diretamente da vontade indomável da alma, ou da força de vontade.

Quando quiser praticar a concentração em algum objeto, você deve escolher algo que transmita alegria imediatamente. Se você tiver um Mestre, o retrato dele dará alegria imediata. Se não tem um Mestre, escolha algo que seja muito belo, divino e puro, como uma flor, por exemplo.

 

Concentração a partir do coração

Muitas vezes, ouço aspirantes dizerem que não conseguem se concentrar por mais do que cinco minutos. Depois de cinco minutos, eles ficam com dor de cabeça ou sentem que a própria cabeça está pegando fogo. Por quê? Porque o poder da concentração deles está vindo da mente intelectual ou – podemos dizer – da mente disciplinada. A mente sabe que não deve vagar por aí. Ela tem esse conhecimento. No entanto, se for usada de uma maneira apropriada, iluminada, então a luz da alma terá de ir até ela. Quando a luz da alma entra na mente, é muito fácil se concentrar em alguma coisa por horas. Durante esse período, não haverá pensamentos, dúvidas nem medos. Nenhuma força negativa poderá entrar na mente se ela estiver inundada com a luz da alma.

Ao nos concentrarmos, precisaremos sentir que o nosso poder de concentração está vindo do centro do coração e então subindo até o terceiro olho. O centro do coração está localizado no mesmo lugar em que a alma está. Quando pensarmos na alma nesse momento, é melhor não formar nenhuma idéia específica sobre ela e nem tentar imaginar a forma que ela tem. Apenas pensaremos que ela é uma representante de Deus ou luz e deleite ilimitados. Ao nos concentrarmos, tentaremos sentir que a luz da alma está vindo do coração e passando pelo terceiro olho. Com essa luz, entraremos no objeto da concentração e nos identificaremos com ele. O estágio final da concentração é descobrir a Verdade escondida, última, no objeto que está sendo focalizado.

concentração aprender a se concentrar

Se praticarmos a concentração e a meditação com regularidade, com toda a certeza seremos bem-sucedidos. Se formos realmente sinceros, atingiremos a meta. Mas a dificuldade é que podemos ser sinceros por um dia ou por uma semana, e então sentimos que a meditação não significa nada para nós. Queremos ter a percepção de Deus da noite para o dia. Pensamos: “Vou orar por uma semana, um mês, um ano”. Depois de um ano, se não obtivemos a percepção de Deus, desistimos. Sentimos que a vida espiritual não é para nós.

Sri Chinmoy

Aprenda a se concentrar com esses exercícios:

 

Exercícios de concentração

 

Exercício de concentração – o ponto

Se você quiser desenvolver o poder de concentração, pode tentar este exercício. Primeiro, lave o rosto e os olhos com água fria. Então, desenhe um ponto preto na parede, na altura dos olhos. Encare o ponto, mais ou menos a uns dez centímetros de distância, e concentre-se nele. Após alguns minutos, tente sentir que, ao inspirar, na verdade sua respiração está vindo do ponto, e que ele também está inspirando, recebendo a respiração de você. Tente sentir que existem duas pessoas: você e o ponto preto. Sua respiração está vindo do ponto e a respiração dele está vindo de você.

Em dez minutos, se a sua concentração for muito poderosa, você sentirá que a sua alma o deixou e entrou no ponto preto da parede. Nesse momento, tente sentir que você e a sua alma estão conversando. Sua alma o está levando para o mundo dela, para a compreensão, e você está trazendo a alma para o mundo físico, para a manifestação. Desse modo, você pode desenvolver o seu poder de concentração com muita facilidade. Contudo, esse método precisa ser praticado. Há muitas coisas que são bem fáceis quando praticadas. Entretanto, por não as praticarmos, não conseguimos o resultado.

Exercício de concentração – o pulsar do coração da vida

Alguns buscadores gostam de se concentrar na batida do próprio coração. Se você quiser fazer isso, não fique com medo de que o coração pare ou que você morra. Se quiser ser um verdadeiro herói na vida espiritual, poderá se concentrar no pulsar do coração. Essa é a oportunidade propícia para entrar na vida infinita. A cada vez que você ouvir o som de uma batida do seu coração, sinta imediatamente ali a sua vida infinita, imortal.

concentração
concentração

Exercício de concentração – visão e realidade

Outro exercício que você pode tentar é o seguinte: primeiro, faça um círculo bem pequeno na parede, na altura dos olhos. Dentro dele, trace um ponto preto. Ele deve ser preto; nem azul, nem vermelho, nem de qualquer outra cor. Então, encare a parede, a cerca de um metro de distância, e focalize a sua atenção no círculo. Seus olhos devem ficar relaxados e semi-abertos. Deixe a força de sua concentração vir do meio da sua testa. Depois de três ou quatro minutos, abra totalmente os olhos e tente sentir que, da cabeça aos pés, você nada mais é do que olhos. Toda a sua existência física nada mais é do que a visão, e essa visão está focalizada no ponto dentro do círculo. Então, comece a fazer com que o objeto de sua concentração se torne cada vez menor. Após alguns segundos, tente sentir que o seu corpo inteiro se tornou tão minúsculo quanto o ponto na parede. Tente sentir que o ponto é uma outra parte de você. Então, entre no ponto, atravesse-o e vá até o outro lado. Do outro lado do ponto, olhe para trás e veja o seu próprio corpo. Seu corpo físico está de um lado. Entretanto, com a força de sua concentração, você enviou o seu corpo sutil para o outro lado do ponto. Por meio do seu corpo sutil, você está vendo o seu corpo físico. E por meio do seu corpo físico, você está vendo o seu corpo sutil.

Quando você começou a se concentrar, seu corpo físico se transformou totalmente em visão. Nesse momento, o ponto era a sua realidade. Quando você entrou no ponto, a visão e a realidade tornaram-se uma só. Você era a visão e também a realidade. Ao olhar para si mesmo a partir do ponto, o processo foi invertido. Nesse momento, você se transformou na visão externa de si mesmo, e o lugar ao qual retornou – seu corpo – era a realidade. Então, a visão e a realidade tornaram-se uma só novamente. Quando você pode enxergar a visão e a realidade desse modo, sua concentração é totalmente perfeita. Quando o seu poder de concentração puder levá-lo para o outro lado do ponto – que você chamava de realidade – nesse momento toda a sua existência estará muito além da visão e da realidade. E ao sentir que transcendeu as duas, terá poder ilimitado.

Se você for um discípulo meu, ao se concentrar no ponto preto dentro do círculo, poderá tentar ver seu próprio ser ali – a sua face de aspiração. Sinta que você existe ali e em nenhum outro lugar. Então, procure sentir que a sua existência, sua face, sua consciência – tudo – foi substituído pelas minhas. Uma vez que você sinta que a sua existência anterior foi totalmente substituída pela minha, terá estabelecido uma unicidade inseparável comigo, e com certeza a minha força entrará na sua vida.

concentração flor

Concentração: perguntas e respostas

Concentração ou meditação?

P:Como podemos saber se estamos nos concentrando ou meditando?

Sri Chinmoy: Quando é concentração, há uma tremenda intensidade. É como uma flecha entrando num alvo. Se você sentir uma força intensa energizando-o, então ela é resultado de sua concentração. Porém, na meditação, existe paz e um sentimento de vastidão em tudo que nos cerca, em especial na mente. Se você sentir, no mais profundo do seu interior, um imenso mar de paz, luz e felicidade, isso é por causa de sua meditação. Ela é toda paz, equilíbrio e vastidão. A intensidade está ali, mas está inundada com luminosidade. Na concentração, não há necessidade de haver, e geralmente não há, a luminosidade mais elevada.

A concentração também quer resultados imediatos. Está disposta a fazer qualquer coisa para atingir o seu objetivo. A meditação sente que tem um tempo infinito à disposição. Isso não quer dizer que a meditação despreza o tempo efêmero. Não. Ela aprecia o tempo efêmero, mas dentro dele ela vê um tempo sem fim. É por isso que a meditação tem paz infinita dentro de si.

Não dê preferência a uma experiência ou à outra. Se o Supremo quiser se concentrar em você e por seu intermédio, então você vai permitir. Se ele quiser meditar em você e através de você, isso você também vai permitir.

 

P: Uma vez que tenhamos aprendido a meditar, devemos parar de praticar a concentração?

Sri Chinmoy: Como regra geral, buscadores que estão no início da vida espiritual deveriam começar com a concentração, pelo menos durante alguns meses. Uma vez que tenham aprendido a se concentrar, a meditação vai ficar fácil. Entretanto, mesmo que você seja capaz de meditar, é uma boa idéia concentrar-se por alguns minutos antes de começar sua meditação diária. Se você se concentrar, será como um atleta que retira os obstáculos da pista antes de começar a correr. Uma vez que a pista esteja livre, você poderá correr bem rápido. Nesse caso, você será como um trem interior expresso, que para somente no ponto final.

Concentração – aprenda a se concentrar melhor

Se quiser saber mais sobre concentração, mais exercícios, etc, basta acessar a página de meditação dos nossos colegas no Rio de Janeiro e Niterói.

 

O que é concentração?

Por Akrura Bogéa

 

Concentração é a capacidade de focar. Podemos nos focar num objetivo, numa meta, assim como podemos nos focar em qualquer coisa. A nossa mente tende à dispersão, pensa em milhares de assuntos sem dar trégua, sem pausa. Aí chega o poder da concentração, disciplinando a mente a pensar num objeto ou objetivo somente. Digamos que tenhamos 3 coelhos no quintal, livres e soltos, ariscos e com capacidade de se movimentar com destreza. Um dos coelhos é branco, outro é malhado e o terceiro é um coelho preto. Vamos supor que você precisa pegar os três coelhinhos para medicá-los. Caso você tente pegar os três coelhos ao mesmo tempo, vai ser muito difícil ser bem sucedido, concorda? Podemos tentar pegar dois coelhos de uma vez, afinal, temos duas mãos. Será que seremos bem sucedidos? Acho que não. Agora, caso nos concentremos no coelho branco, esquecendo temporariamente dos outros dois, teremos melhores chances de pegá-lo. Depois nos concentramos no coelhinho malhado e assim por diante, e, teremos mais probabilidade de sermos bem sucedidos no nosso objetivo: pegar os três coelhinhos para medicá-los.

técnica de concentração

Técnicas básicas de concentração


“Para um principiante, o melhor é começar com a concentração. De outra forma, no instante em que tentar acalmar e aquietar a mente, milhões de pensamentos indesejados entrarão e você não conseguirá meditar nem por um segundo. Se você se concentra, desafia esses pensamentos errantes que tentam entrar. Então, no começo, pratique somente concentração por alguns minutos. Depois, após algumas semanas, ou meses você pode tentar meditar”.

“Em silêncio, por favor, repita a palavra “simplicidade” dentro de sua mente por sete vezes, concentrando-se no topo de sua cabeça. Depois repita a palavra “sinceridade” silenciosamente e com todo o seu ser, concentrando-se no seu coração. Após isso, repita por sete vezes a palavra “pureza”, concentrando-se no seu umbigo. Execute a prática silenciosamente e com todo o seu ser. Depois, foque a sua atenção no seu terceiro olho, localizado entre e um pouco acima das sobrancelhas, e repita em silêncio a palavra “certeza” por sete vezes. Em seguida, ponha sua mão no topo da sua cabeça e diga três vezes “eu sou simples, eu sou simples, eu sou simples. A seguir, ponha sua mão sobre o coração e diga “eu sou sincero, eu sou sincero, eu sou sincero”. Por fim, coloque a mão sobre seu umbigo e repita três vezes “eu sou puro”, finalmente coloque a mão sobre o terceiro olho e repita “eu tenho certeza” por três vezes”.

– do livro Meditação, de Sri Chinmoy

 

Técnica para aumentar a concentração


“Quando você quiser obter o poder da concentração, identifique-se com a menor coisa possível. Então você se sentirá todo-poderoso. Deus é todo-poderoso não apenas porque Ele é a própria vastidão, mas porque ele está dentro do elefante, bem como dentro da formiga. Deus é todo-poderoso porque ele pode ser ambos, o elefante e a formiga. Ele é o infinito e o finito ao mesmo tempo. Ele é onipotente e onipresente.

Se você quer meditar e adquirir poder, apenas pense no próprio infinito. Pois lá está o infinito poder de Deus. Mas se você quer desenvolver poder através da sua concentração, pense em algo muito sutil, muito pequeno.”

– Creation and Perfection, p.29 de Sri Chinmoy