srichinmoy-gratitude-hand-heart.jpgpor Adriano

Gratidão, Gratidão, Gratidão ­– esse deveria ser o único propósito de nossas orações. É a qualidade que nos coloca aos pés de Deus. Essa palavra não é somente um conjunto de letras, é uma necessidade do ser humano. De acordo com Sri Chinmoy, o maior poder do ser humano é a gratidão, e ests poder só tende a aumentar conforme o oferecemos a Deus.

No momento em que estivermos orando, se nos entregarmos à vontade de Deus, pedindo apenas para que a vontade Dele seja satisfeita através de nós, certamente encontraremos a verdadeira felicidade. Deus sabe exatamente o que é melhor para nós – Ele conhece nossas necessidades, e portanto tudo aquilo podemos oferecer a Ele é a nossa gratidão.

 

When I saw a gratitude-flower


God gave me a smiling face.


When I felt a gratitude-heart


God gave me a loving embrace.


When I became a gratitude-life


God made me Eternity’s indispensable comrade.

– Sri Chinmoy, My California Redwoods, Agni Press, 1974.

 

Na prática, toda e qualquer ação que fizermos deve ser oferecida a Deus na forma de gratidão. Yoga é uma palavra que significa união com Deus. Portanto, nossas ações devem ser feitas pensando somente em Deus, e cada ação devemos oferecer a Ele na forma de gratidão. Não somente isso, mas também devemos agradecer por tudo aquilo que temos, tal como: saúde, um emprego, estudo, família, etc – e mais: agradecer por tudo aquilo que, por vezes, gostaríamos de ter e pedimos, mas não recebemos. Muitas dessas coisas não nos ajudarão em nossa jornada – são como uma procissão infinita de desejos, que como em uma fogueira, quanto mais os satisfazemos, mais eles crescem. Ao não conceder essas coisas, o Supremo está protegendo a nossa aspiração. Nas palavras de George Bernard Shaw, citado por Sri Chinmoy em seu livro Philosopher-Thinkers:

“There are two tragedies in life. One is not to get your heart’s desire; the other is to get it.”

Quando o nosso ego vem a tona, pensamos que cada sucesso nosso foi devido exclusivamente graças ao nossos esforços. Da mesma forma, quando realizamos uma ação e não obtemos sucesso, ficamos com um sentimento de culpa e nos sentimos miseráveis justamente por acharmos que fomos os responsáveis pelos nossos atos.

Se sentirmos que somos instrumentos de manifestação de Deus, e oferecermos a ele todos os resultados de nossas ações, sejam eles, sucessos ou falhas, e agradecermos a Ele pela oportunidade concedida, certamente seremos infinitamente mais felizes do que somos hoje.

my-own-gratitude-heart-srichinmoy-song.jpg

Páginas recomendadas

Gostou? Compartilhe! Gostou? Compartilhe! Um pedido encarecido Se você gostou do conteúdo do site, dos cursos de meditação ou das leituras, por favor compartilhe! T...
Comentários de quem já fez o curso Comentários de quem fez ou ainda faz o curso gratuito de meditação Logo abaixo você pode ler alguns dos comentários já deixados pelos alunos...
Curso de Janeiro O próximo curso de meditação acontecerá em Janeiro, durante a noite. Serão 4 dias de curso, aproximadamente. A temática é voltada para a auto-descober...
Ser como uma criança por Patanga Cordeiro, com a aparição especial do bichinho colorido... (e me desculpem se ele pula muito)   As caretas da idade ...