Perguntas sobre meditação 8: acordar cedo para meditar

Perguntas sobre meditação 8: acordar cedo para meditar

Pergunta:Deveríamos tentar, todas as manhãs, nos levantar o mais cedo possível para meditar?

 

Sri Chinmoy: Se a sua hora padrão para a meditação é às seis e meia, então aquela é a melhor hora para você meditar, e não às quatro.Por enquanto, comece às seis e meia, e então aumente a sua capacidade. Em poucos meses você pode tentar se levantar às cinco e meia ou seis horas, e passados mais alguns meses pode tentar acordar ainda mais cedo. Caso queira ir de trem daqui até Manhattan, precisará parar em várias estações. Digamos que hoje você tem a capacidade de ir até a primeira estação,  e amanhã ou após alguns meses poderá ir até a segunda estação. A sua meta é assim, sempre transcendendo a si mesma. Por fim você chegará ao seu destino. É uma grande distância daqui até lá. Mas apenas comece – a hora chegou. Se você começar, será o suficiente para mim. E depois tente aumentar a sua capacidade.

Palmistry, Reincarnation and The Dream State, p. 18-19

 

 

Pergunta:Mas e se formos para a cama tarde da noite? Deveríamos ainda manter a mesma hora para a meditação?

 

Sri Chinmoy: Sim, por favor, mantenha a mesma hora, e depois você pode voltar a dormir após a meditação. Você deveria meditar mesmo se tiver visitado amigos e retornado para casa às quatro horas da manhã. Pode dormir por duas horas e se levantar às seis, reajustar o despertador e voltar a dormir. Por favor, sinta que o seu Amigo divino virá bater à sua porta às seis horas. O que é mais importante: Deus o amigo, ou os seus amigos humanos? Você visitou outros amigos na noite anterior e passou horas com eles. Mas você tinha uma hora marcada com o seu Amigo divino. Não pode simplesmente dizer: “Vou me atrasar.” Quem é mais importante, Deus ou um ser humano?

Palmistry, Reincarnation and The Dream State, p. 20-21

 

 

Pergunta:Deveríamos tentar acordar espontaneamente para meditar ou seria bom programar um despertador?

 

Sri Chinmoy: Vocês deveriam usar um despertador. De outra maneira, precisariam se tornar Yogues para que a Graça divina os despertasse. Mas quando meditarem, por favor, não fiquem com um relógio à sua frente o tempo todo. Alguns alunos podem ter essa tendência por saberem que terão de se arrumar para ir à escola. Mas se quiserem realmente meditar de alma plena, apenas mergulhem profundamente dentro de si mesmos. É verdade, você não está entrando em Nirvana, mas quando medita está agradando ao Supremo. Ele o fará saber que é hora de ir para a escola. Se estiver mesmo meditando, Ele fará isso. Mas caso você esteja no mundo das fadas, sonhando, desperdiçando o seu precioso tempo, não será responsabilidade Dele.

The Hour of Meditation, p. 51-52

 

 

Pergunta:Se tivermos ajustado o despertador e não levantarmos para meditar, o que deveríamos fazer?

 

Sri Chinmoy: Quando a hora chegar, sinta que é o momento mais importante da sua vida. Quando navegamos em um barco com outras pessoas, deveríamos ser justos com o barqueiro e com os passageiros. O barqueiro está pronto, mas um passageiro está se demorando. Já está na hora de partir e apesar dos chamados e gritos do barqueiro ele não acorda. Nós somos uma família espiritual. Se um membro está atrasando todos os outros, é o nosso dever repreendê-lo e dizer: “O que você está fazendo? Por sua causa todos se atrasarão.”

Se alguém não se levanta, por vezes eu mostrei um rosto compassivo e às vezes mostrei um rosto de desagrado, ironia ou profundo desgosto, ou até mesmo repreendi a pessoa impiedosamente. Se alguns discípulos próximos não se levantam pela manhã, primeiro demonstrarei um rosto triste e depois um rosto aflito. Nada funciona para sempre, mas a tristeza pode funcionar por alguns dias. Quando alguém vê o meu rosto triste, fará todo o esforço para meditar por alguns dias. Mas algumas pessoas sentem que não precisam meditar regularmente. Então o que posso fazer? Não importa o tipo de tristeza ou aflição que eu demonstre, elas não meditarão regularmente.

The Jewel of Humility, p. 41-42

 

 

Se vocês deveriam meditar de manhã às 6h30, mas não se levantaram na hora, ao pensar: “Eu não meditei, sou um sujeito imprestável,” isso apenas fará com que fiquem com raiva ou deprimidos. Quando tiverem perdido uma oportunidade, digam: “Amanhã terei uma nova oportunidade. Tentarei novamente da maneira mais sincera.” Hoje não é o último dia de suas vidas. Podem tentar amanhã. Mas se falarem consigo mesmos: “Ó, ontem eu trabalhei até tarde e não pude levantar cedo hoje. Deus tem de me perdoar,” primeiro terão feito a coisa errada e em seguida, justificando-a, somaram força à ação incorreta. Devem esquecer as ações incorretas após terem decidido não mais repetí-las. Mas não as justifiquem apenas para justificar-se.

The Hunger of Darkness and the Feast of Light 1, p. 45-46

 

 

Pergunta:Caso marquemos uma hora certa para a meditação da manhã, você se sente desapontado se às vezes continuarmos dormindo?

 

Sri Chinmoy: Quando medito em vocês, isso não depende de terem levantado ou não. A minha meditação é incondicional. Quando medito em vocês, não espero que se levantem na hora certa. Mas se  vocês meditarem na hora certa, ficarão conscientes do que eu estou fazendo. A minha dificuldade é que os discípulos não estão conscientes do que eu faço. Não percebem que eu os amo infinitamente mais do que eles amam a si mesmos.

Experiences of the Higher Worlds, p. 25-26

 

 

Caso vocês não estejam acordados meditando na hora certa, eu ficarei triste, mas apenas de uma maneira humana. Em uma maneira divina não ficarei triste porque sei que a tristeza não é de utilidade alguma. Vocês fizeram amizade com a ignorância. Nesse momento tentarei ter mais poder consciente para despertá-los e iluminá-los. Em tudo que é humano existe sempre o sucesso e o fracasso. Mas na maneira divina, onde está o sucesso e onde está o fracasso? Eles não são nada.

Experiences of the Higher Worlds, p. 27

 

 

Pergunta:Se tivermos uma hora certa para a meditação e formos capazes de levantar mais cedo, ainda assim deveríamos manter a mesma hora?

 

Sri Chinmoy: Sim, essa hora é importante porque é a hora que você estipulou. Se a sua hora para meditar é às 4h30 da manhã, nessa hora a sua alma baterá à sua porta – como um entregador pontual de jornais – portanto é melhor que você esteja preparado. Escolha a hora que julgue como sendo a melhor e procure mantê-la. O melhor horário para a maioria de vocês é após as 4h30 da manhã. Ontem vocês podem ter meditado às quatro horas, outro dia às duas, outro dia às cinco e em outro dia até mesmo às nove horas – mas é isso a verdadeira meditação? Às duas da manhã ou em qualquer hora antes das 4h30, não é possível para vocês meditarem bem, porque estarão cansados. Portanto, os discípulos devem acordar e meditar entre as 4h30 e 6h45 da manhã. Após as sete horas eu já sei como está a consciência da América: é um clima de agitação.

Por favor, meditam na hora que tiverem escolhido. Se trocarem a hora todos os dias ou se não tiverem meditado, eu os descobrirei nos mundos interiores, porque eu realizei Deus e vocês não. Sejam como fazendeiros indianos e trabalhem as suas terras, as suas terras de meditação, todos os dias na mesma hora.

The Hour of Meditation, p. 56-57

 

 

Pergunta:Seria bom levantar antes da hora marcada para a meditação, para que tomemos um banho e estejamos prontos?

 

Sri Chinmoy: Podem se levantar meia hora mais cedo para tomar um banho e se preparar, mas devem então começar a meditar no horário estabelecido. Ocasionalmente seria bom ler os meus livros por alguns minutos ou cantar algumas canções espirituais para que se preparem interiormente.

The Hour of Meditation, p. 57

 

 

 

Pergunta:Um dia tenho de sair de casa às cinco da manhã, portanto acordo mais cedo do que nos outros dias e medito às quatro e meia da manhã.

 

Sri Chinmoy: Então você terá de meditar às quatro e meia nos outros dias também. Não tente manter o seu horário original naquele dia, enquanto estiver no metrô, na escola ou no trabalho. Essas meditações devem ser em adição à meditação da manhã. Caso contrário, começa-se a relaxar. Hoje  você precisa ir até um certo lugar, amanhã para um outro lugar. Apenas nos domingos eu sou responsável por você – se você vier à meditação matutina de domingo. Caso contrário mantenha o seu horário.

Você não precisa manter uma hora específica para a meditação da noite. À noite o rio já está correndo e entrando no oceano. Eu sou responsável apenas pela meditação da manhã, quando o rio começa a fluir. Se eu puder iniciar o correr do rio, sei que um dia ele chegará à fonte. Mesmo que você não alcance o destino hoje, contanto que haja algum movimento, o alcançará amanhã ou depois de amanhã. Se  estiver fluindo para o oceano-consciência, será o suficiente para mim. Você também pode meditar na hora do café às três ou quatro horas da tarde, mas deve começar de manhã.

Palmistry, Reincarnation and the Dream State, p. 23-24

 

 

Pergunta:E caso ocorram conflitos inesperados e não possamos meditar de manhã no horário estipulado?

 

Sri Chinmoy: Não existe tal coisa. Essa hora é muitíssimo importante. Saibam que não é como um horário marcado com o dentista. É o encontro com o seu Eterno Pai, o seu Amado. Se alguém quer marcar um encontro e você não puder, dirá: “Tente novamente na semana que vem.” Você se esforçará para ver alguém às dez ou às cinco horas, e aquele será o horário. Caso o Supremo venha na hora marcada e você disser: “Tente novamente na semana que vem,” Ele dirá que pode vir apenas na hora em que Ele deve vir e essa é a única hora em que Ele pode vê-lo.

Mas se você estiver doente ou sofrendo de alguma coisa, é inevitável. Se tiver febre, o que poderá fazer? É a única desculpa que aceitarei, de outra forma, terá de se convencer a acordar cedo.

Palmistry, Reincarnation and the Dream State, p. 24-25

 

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 7: por que usar incenso, flores e velas para meditar?

Por que usar incenso, flores e velas para meditar?

Pergunta:Porque você usa flores e queima incenso quando medita?

Sri Chinmoy:Existem pessoas que dizem não ser necessário ter flores à nossa volta enquanto meditamos. Elas dizem: “A flor, o lótus de mil pétalas, está dentro de nós.” Mas a flor material nos lembra pureza e divindade. Quando você a olha, ganha um pouco de inspiração.

Acontece o mesmo com a chama da vela. Não é ela própria que nos inspirará, mas sim a chama interior. Mas quando vemos a chama exterior imediatamente sentimos que a chama no nosso ser interior está sendo alimentada e indo alto, mais alto, altíssimo. E quando sentimos o cheiro de incenso, conseguimos talvez um pouco de inspiração, somente um pouco, mas essa inspiração e purificação podem ser juntadas ao nosso tesouro interior.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 47 – 48

 

Pergunta:Por que é necessário que tenhamos flores, incenso e tudo o mais para meditarmos?

Sri Chinmoy: Quando oferecemos flores, quando queimamos incenso, acendemos velas ou tomamos banho, convencemos nosso físico de que estamos fazendo algo. A vida exterior e a interior devem caminhar juntas, mas a exterior não é o nosso objetivo. O objetivo é a nossa aspiração interior, a chama crescente dentro de nós. Devemos estar atentos à nossa aspiração e então constantemente ir ao nosso interior e  voar para o mais alto nível de nossa consciência.

Flores, incenso e banho antes da meditação nos ajudam a ter pureza. A pureza do corpo é da maior importância na vida espiritual. É nessa pureza que habita a respiração de Deus. Se faltar pureza física será simplesmente impossível para o Divino respirar dentro de você. A pureza requer limpeza no corpo. Àquilo que chamamos de limpeza no mundo exterior, chamamos de pureza no mundo interior. Portanto, antes de começar a meditar, não importa quando você medite, tome uma ducha ou lave seus olhos, orelhas, nariz e pés com água fria, e se possível use flores e incenso para criar uma atmosfera de pureza.

Meditation: God Speaks and I Listen 1, p. 22

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

 

Perguntas sobre meditação 6: qual é o melhor lugar para meditar?

O lugar para meditar

Pergunta:Considerando-se o ambiente físico, qual é o melhor lugar para meditar?

SriChinmoy:Você deve ser prático quando escolhe um lugar para meditar. Se tentarmos meditar na rua um carro nos atropelará. Se decidirmos meditar na cozinha, que tipo de meditação poderíamos ter? Haverá todo tipo de barulho, cheiro e atividade para nos perturbar. Em vez de meditarmos em Deus, meditaremos na comida. Teremos um resultado melhor de nossa meditação se tivermos um altar num canto silencioso de nossa sala ou quarto. Mas enquanto estivermos sentados em frente de nosso altar, se não sentimos um altar dentro de nosso coração não teremos uma meditação satisfatória.  Em qualquer lugar que meditemos, devemos entrar em nosso coração onde podemos sentir o altar vivo do Supremo. Em nosso altar interior tudo é seguro e protegido, lá nós estamos protegidos pelas forças divinas. Se você puder meditar no seu altar interior poderá fazer um rápido progresso porque não encontrará nenhuma oposição. Na mente existe uma batalha constante, ela é como Times Square na véspera de Ano Novo em Nova Iorque, enquanto que o coração é como uma caverna solitária no Himalaia.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 47 – 48

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 5: é melhor meditar de noite ou de manhã?

Pergunta:A qual é melhor: a meditação matutina ou a meditação vespertina?

Sri Chinmoy:Elas podem ser igualmente benéficas, igualmente frutíferas, mas à noite se torna mais difícil meditar porque por 8 ou 10 horas durante o dia você esteve na agitação da vida. Você encontrou pessoas sem aspiração e inconscientemente seus  pensamentos e idéias impuras entraram em você. A menos que você seja espiritualmente poderoso, assimilará do mundo forças não inspiradoras e não aspirantes. Portanto, se torna muito difícil meditar à noite com a mesma esperança e o mesmo frescor. Se você tomar um banho, isso ajudará, se você se associar a pessoas espirituais isso também o ajudará. Mas normalmente não é a mesma coisa.

Na manhã seguinte tudo estará fora de sua memória pelo menos por um período de tempo. Enquanto você dormiu as distrações do mundo exterior se foram. Todos os golpes que você recebeu das pessoas se foram. Durante as 8 horas em que você esteve dormindo, a sua alma, como uma divina ladra, o esteve observando. Um ladrão qualquer teria roubado alguma coisa de você, mas essa ladra divina somente lhe dará e dará. Se você precisa de paz em algum ponto, sua alma ali colocará a paz.

É como a mãe que entra secretamente no quarto da criança pela manhã – muito cedo. Assim que a criança acorda encontrará tudo o que necessita para ir à escola. À noite a alma tem a oportunidade de fazer o que é necessário enquanto você dorme. Mas durante dia, enquanto você está envolvido nas atividades exteriores, se torna extremamente difícil para a alma dar e para você receber. Por essas razões, meditar de manhã é usualmente melhor.

Quando você se senta para meditar, se estiver 99% no mundo do sono e 1% neste mundo, como poderá ter uma meditação frutífera? De manhã, para conquistar sua letargia, tome um banho e se sente refrescado e alerta para sua meditação, a qual se tornará 100% boa. De outra forma ela será inútil.

De manhã bem cedo não há agitação, não há comoção. Você descansou por muitas horas e sente a força de um leão. Depois da manhã, a melhor hora para meditar é à noite porque a atmosfera é calma e há bastante paz. Você tem então uma sensação de suavidade. À noite você está cansado e sente que o mundo todo está cansado, mas existe uma pequena diferença entre a maneira como o mundo se aproxima da verdade e à sua própria abordagem quando ambos estão cansados. Quando o mundo está cansado ele não tem aspiração e quer descansar. Mas você sente que o seu cansaço e letargia podem ser superados apenas trazendo mais Luz, mais energia para o seu organismo. Uma pessoa comum não rezará ou meditará. Se ela estiver cansada dormirá. Ela sentirá que não há nada mais para fazer. Mas você dirá: “Não! Estou cansado, mas existe uma forma específica de dar energia à minha vida: lhe dando paz, luz e alegria.” Quando você reza ou medita, uma nova vida, uma nova energia o adentra e o refresca.

Se você quiser meditar à noite, medite por meia hora ou 40 minutos antes da refeição. Se estiver realmente com muita fome você pode tomar um copo de água, suco ou leite. Se você meditar após ter tido uma refeição pesada, os milhares de nervos sutis em seu corpo estarão muito pesados e você não será capaz de  ter uma boa meditação. O corpo, a consciência, os nervos estarão pesados e sua meditação será inútil. Quando você medita corretamente a sua consciência voa como um pássaro, se meditar bem você sente que toda a sua existência, como um pássaro, está voando, alto, mais alto, altíssimo.

Mas, quando você se toma pesado, imediatamente afunda e sua consciência não se levanta.

Se você não puder meditar de manhã, meditar à noite é a segunda melhor opção. Não ao meio-dia ou  às 14 horas. Nessas horas sua meditação não será boa. Mas quando você estiver bem avançado na vida espiritual, qualquer hora será boa para você. A melhor coisa, no entanto, é meditar de manhã e à noite. Se você meditar bem pela manhã, conseguirá um milhão de dólares espirituais e se meditar bem à noite conseguirá 10 milhões de dólares espirituais – mas se conseguir mesmo que seja um dólar a mais para juntar à soma espiritual em direção à sua realização, se você for sábio, ficará com ele.

Flame-Waves 5, p. 7

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

 

Perguntas sobre meditação 4: como assimilar o aprendizado da meditação?

Assimilando o aprendizado da meditação

por Sri Chinmoy

Vocês podem dizer: “Eu não sei como meditar” Mas eu quero dizer que uma vez que você se torne meu discípulo e entre no meu Barco, esse problema é do Barqueiro que deve levá-lo para a Praia Dourada. Depois que você estiver sentado no Barco, em segurança, você pode se deitar, cantar, dançar ou fazer qualquer coisa. Mas primeiro você tem de entrar no Barco. Ocasionalmente eu dou algumas instruções para alguns dos meus discípulos que necessitam delas, mas para a maioria não dou meditações individuais – a cada um é permitido meditar à sua  própria maneira. Quando eu aceito um discípulo, me concentro em sua alma e trago a alma à frente. Então dou a ele alguma meditação interior. Naquela hora o discípulo está apto a receber minha instrução interior. Mas se o discípulo puder criar conscientemente uma vibração e mantiver uma atitude sincera, então é mais fácil para a alma permanecer à frente e receber de mim todo o necessário.

No começo eu era muito liberal em dar aos meus discípulos meditações individuais. Eu tinha uma discípula que nunca tinha resultados satisfatórios das  meditações que eu dava a ela. Ela sempre voltava da meditação que eu dava e me pedia que fizesse o favor de lhe dar outra. Eu lhe dava outra meditação e ela continuava me pedindo outra.

Essa discípula costumava ir a todo tipo de Mestres espirituais, aos cinemas, festas e casas noturnas e então reclamava que as meditações que eu tinha dado não funcionavam. O que eu podia fazer? A primeira meditação que eu lhe dei deveria ter sido efetiva. Somente pela minha compaixão continuei dando a ela diferentes meditações. Finalmente ela me acusou de não ter nenhuma visão interior.

Dependence and Assurance, p. 2 – 4

 

Para que mantenhamos sempre o mesmo nível de meditação temos de ser espiritualmente adiantados. Não estou jogando água fria em vocês – longe disso. Quero dizer que no começo você deve ficar feliz mesmo que somente algumas vezes tenha meditações muito boas, muito elevadas e sublimes. Quando você não tiver uma boa meditação, não se permita ficar frustrado. Se você se tornar frustrado perderá muito de sua capacidade e no próximo dia, naquela mesma hora, será impossível que você medite profundamente.

Se hoje você não tiver uma boa meditação, procure esquecer; amanhã se você tiver uma meditação um pouco melhor, tente lembrar-se dela. O passado é pó, não nos dá realização. Esse é o porque de  rezarmos e meditarmos. Então porque pensamos no passado? Você deve esquecer tudo aquilo que não o inspira ou não lhe dá a coragem de ir adiante. Portanto, se a meditação de hoje não o inspirou ou não lhe deu resultados mais satisfatórias, tente esquecê-la totalmente.

Meditation: God’s Blessing-Assurance, p.31

 

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação