Estou procurando algo, mas não sei o quê

por Patanga Cordeiro

 

“Dear friends, dear brothers and sisters, dear distinguished professors and deans, here we are all seekers. We are sailing in the same boat, the boat that is carrying us to the Golden Shore of the Beyond. Nothing gives me a greater sense of satisfaction than to be of dedicated service to seekers, for I am also a seeker, an eternal seeker, a seeker of the infinite Truth and Light. …” – Sri Chinmoy, The Meaning of Discipleship

 

 

Picture-5-400x240Se você se depara com a realidade de que está procurando algo, mas não sabe o quê, sinta-se um felizardo. Se você procura por algo que a maioria das pessoas não compreende ou nunca ouviu falar, isso quer dizer que está pronto para ir além do ordinário. Pronto para se descobrir como um ser extraordinário.

 

Você é um buscador. Um buscador da satisfação permanente, genuína. Salvação, Libertação, Nirvana, Realização – todos são termos similares que indicam um estado de beatitude que não se encontra simplesmente em ir ao trabalho, estudar, lidar com a família, descansar nos fins de semana…

 

Tentei compilar uma lista de coisas que indicam que você deve estar despertando e pronto para “algo mais”. Não é uma lista exaustiva – certamente existem muitos outros sinais. Mas esses são os que eu consegui agrupar aqui, baseados nas minhas experiências pessoais e também nas que me contam durante os cursos de meditação. Acho que você só compreenderá o que eu quis dizer em cada um dos temas se estiver passando pela situação descrita. Também não há questão de “superior ou inferior”. São momentos, experiências.

 

 

“Quero mudar”

 

Vontade de mudar algo que é dogmático na sociedade. Bons exemplos: dieta vegetariana, largar de vícios como álcool e cigarro, etc. Todo mundo sabe que é certo, mas (quase) ninguém faz. Você simplesmente não aguenta mais e muda. Talvez não conheça ninguém que tenha mudado, mas você o faz sozinho, a despeito de todos. Ou pode ser até algo bem simples, bem pequeno. No meu caso, eu lembro que, quando tinha uns 16 anos, eu só bebia sucos doces e refrigerantes. Eu não tomava água de jeito nenhum. Aí eu simplesmente resolvi parar de tomar as outras coisas. Resultado: aprendi a gostar de água e me senti capaz de me transformar. A partir daí eu comecei a mudar mais coisas em mim mesmo, até que cheguei na meditação. E hoje em dia eu posso beber tanto água quanto refrigerantes, sem estar vinculado a nada. Outro exemplo comum é começar a praticar esportes, no caso de uma pessoa sedentária. Eu fiquei muito tempo sem me exercitar (digamos, da infância até os 16 anos). Com 16 anos, comecei a praticar esgrima japonesa. O primeiro treino foi MUITO cansativo. Mas eu cheguei em casa com uma alegria que ia além da euforia. Só podia ser algo da minha alma – ela devia estar feliz, pois eu estava fazendo algo que ela queria que eu fizesse.

 

 

“Buscas extremas”

 

Algumas pessoas, quando procuram por algo que não sabem o que é, mas não encontram, tendem a procurar experiências cada vez mais fortes, no intuito de encontrar algo genuíno. A exemplo, tenho colegas que eram de bandas de heavy metal quando encontraram a meditação. Alguns começaram a usar drogas, etc, mas, no caso particular deles, não era uma questão de autodestruição. Eles estavam procurando. Algumas pessoas largam um emprego que paga um ótimo salário para fazer algo braçal. Outro exemplo interessante é o Ayrton Senna. Se você puder ver as entrevistas e gravações das corridas (há alguns filmes sobre ele), você verá que ele ia muito além do que os outros pilotos consideravam um limite. E ele teve experiências espirituais e um despertar interior muito evidente.

 

 

“O santinho”

 

Essa é uma versão oposta do “buscas extremas”. Uma pessoa equilibrada, com tendências angelicais, compassivas, sincero, honesto, puro, mas ainda dinâmico, buscador, aspirante, é assim por um motivo. Ele já tem uma tendência espiritual, provavelmente por já tê-las desenvolvido em outras vidas. Ele precisa encontrar um caminho logo, antes que suas qualidades sejam “devoradas” pelas críticas exteriores.

 

 

“Felicidade em si mesmo”

 

Você tinha um namorado(a), esposo(a) e, depois do relacionamento acabar, você se sente feliz genuinamente, com vontade de se descobrir, com tremenda aspiração. Existe mais um conceito na sociedade, que alguém só é feliz se tiver uma companhia, o que é absurdo. Buddha costumava dizer que só é feliz com uma companhia aquele que consegue ser feliz sozinho (obviamente). Eu mesmo passei por essa experiência. Quando terminei um relacionamento que não era para o progresso mútuo, eu tive uma sensação de felicidade tão intensa que reconheci imediatamente que era um sorriso da minha alma. Eu tinha feito a coisa certa, e muitas e muitas novas possibilidades, mais reluzentes, surgiram diante de mim a partir de então.

 

 

“O desencaixado”

 

Você se sente sozinho, ninguém o compreende. Você sabe que não está maluco, mas que o mundo parece não pensar como você. Na verdade, você ainda não encontrou pessoas que possuem a mesma aspiração que você. Quando o fizer, se sentirá encaixado. E mais, sentirá que a aspiração e o questionamento positivo é um estado natural do ser. E inspirará outras pessoas a fazerem o que sentem ser correto.

 

“O encaixado”

 

Essa é uma experiência inversa de “o desencaixado”. Uma pessoa extremamente popular e bem querida por todos, agrada a todos, lida com todos, possui muitos contatos e muitas pessoas queriam ser como ela. Possivelmente, essa pessoa possui capacidades interiores extraordinárias, mas ainda não está direcionando elas para uma busca espiritual. Assim, ela desenvolve o aspecto exterior. Cedo ou tarde, a pessoa deixa de ter satisfação no mundano e dirige o seu anseio para o Altíssimo.

 

 

Por que meditamos? O que é meditação?

September 13 1976g _0Pergunta: Guru, você fala sobre a meditação. O que quer dizer meditação?

Sri Chinmoy: Meditação quer dizer muitas coisas para muitas pessoas. Cada indivíduo possui uma forma de aprender o segredo da arte da meditação. No nosso caso, quando meditamos, esvaziamos nossas mentes e, então, as preenchemos com algo divino. Isso quer dizer que jogamos fora todos os pensamentos infrutíferos, malignos e não-divinos, e preenchemos a mente com pensamentos gratificantes, iluminadores e divinos.

Pergunta: Por que meditamos?

Sri Chinmoy: A meditação é absolutamente necesária para aqueles que querem ter uma vida melhor e mais satisfatória. Se você sente que está satisfeito com o que tem e o que é, então não precisa entrar no campo da meditação. Mas, se você sente que há um deserto árido em seu coração, eu gostaria de dizer que a meditação é a resposta. A meditação lhe dará alegria interior e paz de espírito. A meditação nunca o tirará de seus pais, de seus filhos, de sua família. Longe disso. Ela apenas aumentará a conexão com os seus entes queridos, pois dentro deles você verá a existência de Deus.

Se você quer desenvolver seus talentos ou aumentar a sua capacidade em qualquer âmbito, eu gostaria de dizer que é obrigatório seguir uma certa disciplina interior. Se você é um cantor, mas deseja cantar infinitamente melhor, se aspirar, eu lhe digo, a sua voz ficará muito melhor. Não há nada na terra que não possa ser melhorado através da meditação.

Se você quer simplificar a sua vida, a meditação é a resposta. Se você quer ter satisfação na sua vida, a meditação é a resposta. Se você quer ter alegria e oferecer alegria ao mundo todo, a meditação é a única resposta.

Se você medita para esquecer do sofrimento ou das dificuldades, então não está meditando pelo motivo correto. Mas, se está meditando apenas para agradar a Deus e satisfazer a Deus da Maneira própria Dele, então a sua meditação é correta. Quando Deus é satisfeito, e Deus é satisfeito na sua meditação, então o papel de Deus é levar embora o seu sofrimento e dificuldades. Mas, se você medita para escapar do mundo ou desafiar o mundo e ficar contra ele, então está fazendo a coisa errada.

A meditação é a sua capacidade consciente, que você deve exercitar todos os dias e todos os segundos, para entrar em sua mais elevada divindade, onde o finito fica completamente perdido no Infinito. A existência finita que você tem e é pode ser facilmente dissolvida no infinito e se tornar completamente uma com o infinito, se você meditar. Isso é o que a meditação é, e o que a meditação pode fazer por você.

Sri Chinmoy, Experiences Of The Higher Worlds, Agni Press, 1977

A missão da alma

a-good-intention-can-change-a-great-many-conditionsCada alma possui uma missão especial?

 Sri Chinmoy: A sua alma tem uma missão especial. Sua alma está supremamente consciente dessa missão.

A maya, ilusão ou esquecimento, faz com que você sinta que é finito, fraco e indefeso. Isso não é verdade. Você não é o corpo. Você não é os sentidos. Você não é a mente. Eles são todos limitados. Você é a alma, que é ilimitada. A sua alma é infinitamente poderosa. A sua alma transcende tempo e espaço.

A sua alma possui uma missão especial? Sim. A sua missão está nos recessos mais profundos do seu coração, e você tem de encontrá-la e satisfazê-la lá mesmo. Não pode haver uma maneira exterior para que você satisfaça a sua missão. O almíscar cresce no corpo do cervo. Ele sente o cheiro do almíscar e, encantado, procura encontrar a sua fonte. Ele corre e corre, mas não consegue encontrar a fonte. Em sua busca interminável, ele perde toda a sua energia e, por fim, morre. Mas a fonte que ele procurava desesperadamente estava dentro de si mesmo. Como é que ele a encontraria em outro lugar?

Acontece o mesmo com você. A sua missão especial ­– que é a satisfação da sua divindade – não está fora de você, mas dentro. Procure no interior. Medite no interior. Você descobrirá a sua missão.

 

Como conhecemos qual é a nossa missão especial?

 Sri Chinmoy: Para saber qual é a sua missão especial, você precisa mergulhar fundo dentro de si. A esperança e a coragem devem acompanhá-lo em sua jornada incansável. A esperança despertará a sua divindade interior. A coragem fará a sua divindade interior florescer. A esperança o inspirará a sonhar com o Transcendental. A coragem o inspirará a manifestar o Transcendental aqui na terra.

Para sentir qual é a missão especial, é preciso sempre criar. Essa sua criação é algo em que você derradeiramente se tornará. Finalmente, você percebe que a sua criação é a sua auto-revelação.

É verdade, existem tantas missões quanto almas. Mas todas as missões se satisfazem apenas depois das almas terem alcançado um certo grau de perfeição. O mundo é um teatro divino. Cada participante tem uma parte em seu sucesso. O papel de um servo é tão importante quanto o do Senhor. Na perfeição de cada papel individual está a satisfação coletiva. Ao mesmo tempo, a satisfação individual é perfeita apenas quando o indivíduo estabelece sua conexão inseparável e realizado sua unicidade com todos os seres humanos do mundo.

Você é um, da cabeça aos pés. Ainda assim, um lugar seu é chamado de orelhas, e outro se chama olhos. Cada lugar tem o seu nome próprio. Estranhamente, apesar de serem todos partes do mesmo corpo, um não pode fazer o papel do outro. Os olhos vêem, mas não conseguem ouvir. As ouvidos ouvem, mas não conseguem enxergar. Portanto o corpo, sendo um, também é muitos. Similarmente, apesar de Deus ser um, Ele Se manifesta através de muitas formas.

Deus nos conta qual é a nossa missão. Mas nós não entendemos a linguagem de Deus, e, portanto, Ele tem de ser o seu próprio intérprete. Quando outros nos falam sobre Deus, eles nunca podem explicar completamente o que Deus é. Eles fazem uma representação imperfeita, e nós ouvimos eles também de forma imperfeita. Deus fala no silêncio. E Ele interpresa a Sua mensagem em silêncio. Devemos também ouvir e entender Deus em silêncio.

 

Sri Chinmoy, The Wisdom of Sri Chinmoy, p 331-332, Blue Dove Press, San Diego, 2000

Como Meditar no Coração

Patanga-pequeno.jpg

My heart of love
Is divinely beautiful.
I love my beautiful heart.

My heart of devotion
Is eternally soulful.
I love my soulful heart.

My heart of surrender
Is supremely fruitful.
I love my fruitful heart.

– Sri Chinmoy

Por Patanga (foto)

O coração espiritual é a sede das emoções mais elevadas. Uma das emoções mais significativas que ele pode nos proporcionar é a de sermos Um com a Luz, a Alegria, ou, simplesmente, Deus. Isso é Amor.

O sentimento de possuir algum objeto (ou pessoa) ou satisfazer um desejos é algo que não se fundamenta no coração. Também, por conta disso, traz felicidade que não é plena e nem permanente. Alguém compra um carro (ou qualquer outro objeto dos seus desejos) acreditando que será feliz derradeiramente. Mas depois surge mais um desejo, e ele o troca por um melhor. Depois compra mais um, e assim por diante.

Já a sensação de estar feliz consigo mesmo, a despeito das situações exteriores, é algo que radica da nossa satisfação plena. Essa satisfação é o resultado de o quão profundamente conseguimos alcançar o nosso Ser interior, a nossa alma, a qual é toda Perfeição.

E a porta para a alma é o nosso coração espiritual.

Como meditar no coração?

Vou ensinar um exercício que Sri Chinmoy valorizava e encontra-se publicado no livro Jewels of Happiness. A parte em itálico é o exercício de Sri Chinmoy. O restante são os meus comentários.

De preferência sozinho, sente-se sem tensão em nenhuma parte do corpo e respire de forma profunda, mas suave. Primeiro deixe que a respiração lhe traga serenidade. Não pense que você está dentro da sua cabeça. Sinta que o seu “eu” está no seu coração. Agora imagine:

“Você pode ter a maior alegria imaginando uma criança infinitamente mais bela que a mais bela criança que você já viu neste mundo.”

Depois de um minuto:

“Dentro de si, você tem uma criança ainda infinitamente mais bela do que ela. Apenas imagine-a. Assim, você terá uma tremenda alegria.”

Essa criança de que Sri Chinmoy fala deve ser a sua própria alma, não? Por isso a sua beleza é tão extraordinária – pois vem da sua própria Perfeição.

Depois de uns três minutos:

“Quando sentir que você é uma criança, imediatamente perceba que está dentro de um jardim florido. Esse jardim de flores é o seu coração. Uma criança pode brincar em um jardim por horas.”

Imagine-se brincando. E agora faça:

“Ela irá de uma flor até a outra, mas não deixará o jardim, pois sentirá alegria com a beleza e fragrância de cada flor. Dentro de você há o jardim, e você pode permanecer ali por quanto tempo quiser. Assim você pode meditar no coração.”

Quando estiver satisfeito, volte a se concentrar na sua respiração e depois de uns instantes, procure alguma atividade espiritual para fazer: leitura, mantras, canções ou a prática de esportes. Deixe que a experiência da meditação primeiro seja assimilada antes de retornar aos seus deveres cotidianos.

 

Perguntas sobre meditação 11: Por quanto tempo devemos meditar

Perguntas sobre meditação 11: Por quanto tempo devemos meditar

 

Pergunta:Por quanto tempo eu deveria meditar? Quinze ou vinte minutos seriam suficientes, ou eu deveria meditar mais?

 

Sri Chinmoy: Depende da sua capacidade, de quanto progresso você fez interiormente. Se tiver a capacidade de meditar sinceramente e de alma plena por meia ou uma hora, está bom. Mas se não tiver a capacidade e meditar por duas ou três horas, seria tolice e uma completa perda de tempo. A alma não estará lá. Durante a sua meditação, se a mente estiver calma e quieta e você sentir que está obtendo alegria e satisfação interiores, a sua meditação está boa. E quando após quinze ou vinte minutos de meditação pura a mente escura,  de dúvida e suspeita começar a funcionar, você deve parar de meditar. De maneira similar, se a sua mente ficar inquieta e você começar a pensar nos seus amigos, parentes e em outras coisas, será inútil continuar. Esse tipo de meditação não será frutífero nem trará alegria alguma. Você pode recomeçar mais tarde, quando tudo estiver puro e fresco.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 43

 

 

Pergunta:Por quanto tempo deveríamos meditar?

 

Sri Chinmoy: Normalmente os meus discípulos não precisam meditar por mais do que meia hora por dia. Eles meditam poderosamente por meia hora, mas depois não conseguem manter a intensidade. Eles podem no máximo meditar por quarenta e cinco minutos. Mas se algum deles tentar meditar por uma ou duas horas, a mente não ajudará.

Se você tem a capacidade, pode meditar por horas e horas. Do contrário, se a maioria dos meus discípulos tentar meditar por quarenta e cinco minutos em um dia, serão incapazes de meditar bem após meia hora. Se por meia hora você meditou bem, é como se tivesse comido um pão inteiro. Mas se não for o suficiente para você, tentará roubar mais quinze minutos. Durante esses quinze minutos você pode conseguir apenas um pequeno bocado, uma porção mínima. Você ainda tem fome, mas não ganha outro pão. Mas você estará recebendo algo durante aqueles quinze minutos extras. Quem sabe você possa ter dois minutos de boa meditação. De um lado poderia sentir que por não estar meditando bem, não estaria também desperdiçando o seu precioso tempo? Portanto, você sente que seria simplesmente melhor ir embora após meia hora. Por outro lado, se você puder ter uma boa meditação por dois minutos, por que agir como um tolo? Espere até que os quarenta e cinco minutos acabem. Se não esperar, não terá idéia de qual poderia ter sido o resultado. Mas você não pode dizer: “Se eu ficar por um pouco mais de tempo, receberei igual quantidade de Paz e Bem-Aventurança.” Não. Você pode receber mais uma pequena quantidade, por estar disposto a comer. Como ainda tem fome, você pode esperar para ver se a garçonete divina trará um pouco mais de comida.

Palmistry, Reincarnation and the Dream State, p. 21-22

 

 

Pergunta:Quantas vezes por dia devemos meditar?

 

Sri Chinmoy: Alguém que segue um caminho espiritual deve meditar ao menos uma vez por dia. Isso é obrigatório, caso contrário, é inútil seguir um caminho espiritual. É melhor meditar três vezes por dia, mas caso não seja possível alimentar a sua alma três vezes, por favor, alimente-a ao menos uma vez. Isso eu digo a todos vocês. Ao menos uma vez por dia você deve alimentar a alma. Sinta que a alma é uma pequena criança, uma criança divina. Se você não alimentar a alma, ela passará fome e a sua manifestação divina se atrasará.Portanto, se possível medite no mínimo três vezes por dia: de manhã cedo, ao meio-dia ou na hora do almoço, e à noite. A sua meditação da manhã e da noite deve durar mais, digamos, meia hora, e a meditação ao meio-dia pode durar cinco ou dez minutos. Se possível, em alguns dias tente meditar sete vezes por dez ou quinze minutos. Sete é um número oculto. Ele tem uma grande importância. Mas isso não quer dizer que você apenas contará com o número de vezes e não com qual plenitude de alma você meditou. Você pode meditar sete vezes por dia, mas isso deve ser feito com plenitude de alma. Se sentir que pode meditar de alma plena apenas uma vez, de manhã cedo, então será suficiente. Você deve enxergar a sua verdadeira capacidade, sinceridade, disposição e alegria.

Aspiration and God’s Hour, p. 28-29

 

 

É difícil meditar vinte e quatro horas por dia, mas é absolutamente possível ler meus escritos por meia hora e meditar  por uma hora diariamente. Deus lhes deu vinte e quatro horas por dia. Se vocês não possuem tempo suficiente para meditar continuamente durante uma hora, ou se não são capazes de meditar continuamente por uma hora, eu gostaria que meditassem quinze minutos por vez. Meditem cedo pela manhã e ao meio-dia se possível. Caso não seja possível, meditem quando retornarem do trabalho. Essa será a segunda meditação. Passadas duas ou três horas podem então meditar novamente. A quarta vez pode ser antes de dormir. Podem fazê-lo na própria cama, mas devem estar sentados e não deitados. Assim, vocês podem facilmente meditar quatro vezes durante o dia.

Claro, quando digo que vocês devem meditar por uma hora, não quero dizer que devem ficar olhando o tempo todo para o relógio, contando os minutos. Não! E se sentirem que não são capazes de meditar adequadamente por uma hora, gostaria que permanecessem num ânimo meditativo por quanto tempo for possível. Mas quando estiverem tentando meditar há duas horas e não conseguirem realmente fazê-lo por nem mesmo dez minutos, a melhor coisa a fazer é parar de meditar, porque a mente ficou agitada e será difícil acalmá-la.

The Meditation-World, p. 6-7

 

 

Pergunta:Logo que me tornei um discípulo eu sentia muita alegria em meditar e seguir o caminho. Mas recentemente não sinto mais aquela alegria e, portanto não tenho meditado regularmente.

 

Sri Chinmoy: Você medita todos os dias?

 

Discípulo: Cerca de quinze minutos.

 

Sri Chinmoy: Muito estranho. Você medita por apenas quinze minutos por dia e acha difícil meditar regularmente. Reze para o Supremo para que Ele lhe dê mais capacidade, porque eu não serei capaz de dizer que você está perdendo a alegria por estar indo além da sua capacidade.  Um buscador deve meditar por pelo menos uma hora diariamente – meia hora durante a manhã e durante a noite – não importando qual o seu nível. Aqueles que aceitaram o nosso caminho devem fazer questão de meditar por no mínimo uma hora, mesmo que meditem sinceramente por apenas cinco minutos e então a sua mente comece a vagar. Sinto que isso é algo absolutamente necessário. Espera-se uma hora de meditação de todos aqueles que sigam o nosso caminho.

Você pode dizer que não consegue meditar diariamente, ou que não medita bem, mas, por favor, tente. Você pode não comer o mais delicioso alimento todos os dias, mas certamente come algo, pois sente necessidade de alimento para manter o corpo funcionando. Na vida espiritual, sinta a necessidade de nutrir a alma, de nutrir o ser interior. Se não tiver uma meditação profunda todos os dias, isso não quer dizer que você não mais meditará. Procure sentir na vida interior a necessidade interior da sua alma. Medite todos os dias mesmo que em alguns dias sinta um deserto dentro do seu coração. Todos os buscadores no nosso caminho deveriam meditar por uma hora diariamente, pelo menos. Essa uma hora pode ser dividida em quatro vezes de quinze minutos ou meia hora pela manhã e meia hora à noite. Caso contrário você não conseguirá fazer progresso satisfatório.

The Inner Journey, p. 34-35

 

 

Pergunta:Recentemente estivemos meditando quatro ou cinco vezes por dia. O esforço em fazer isso trouxe alguma melhora em nossa consciência durante o dia?

 

Sri Chinmoy: Alguns discípulos fizeram progresso considerável. O poder e a capacidade que vocês desenvolveram podem ser usados amanhã para a realização-em-Deus. Agora está isso sendo usado para a manifestação-de-Deus. Uma vez que na prática estabeleçamos mais receptividade na meditação, o físico também ganha mais força. E podemos amanhã fazer algo com a força que acumulamos.

Alguns de vocês estiveram meditando quatro vezes por dia. Em uma sessão de meia hora talvez tenham meditado bem por –  digamos – dez minutos, e de um total diário de duas horas, meditaram muito bem por meia hora. Anteriormente meditavam apenas meia hora pela sua realização-em-Deus. Dessa meia hora, talvez tenham meditado bem por apenas dois minutos porque o sono não os largava. Agora estão meditando várias vezes por dia, e cada vez que meditam bem, desenvolvem a capacidade. Vocês agora utilizam essa capacidade para um propósito especial. E ela não vai embora. Quando em outro momento vocês tiverem de alcançar outra meta, poderão utilizar a capacidade que adquiriram. Ao invés de meditar para a manifestação-de-Deus, podem meditar não por um propósito especial, mas apenas para se tornarem um absolutamente perfeito instrumento do Supremo.

Assim, o poder adquirido de se sentar e meditar pode e deve ser utilizado para outras coisas. Caso não tenham adquirido aquela capacidade, naturalmente não seriam capazes de utilizá-la. Alguns de vocês realmente adquiriram capacidade, desenvolveram músculos interiores. Vocês não estão meditando mecanicamente, existe alguma visão interior.

The Hour of Meditation, p. 50-51

 

Perguntas sobre meditação 10: dormir após a meditação da manhã

Perguntas sobre meditação 10: dormir após a meditação da manhã

Pergunta:Seria melhor caso dormíssemos por duas ou três horas e meia durante a noite e levantássemos por meia hora para ler os seus livros ou orar e meditar e então voltar a dormir?

Sri Chinmoy: Infelizmente, pode ser que apenas após três horas você entre em uma parte mais profunda do sono. Durante as três primeiras horas você não dorme adequadamente, mas então estará entrando em uma espécie de sono mais repousante, satisfatório e renovador. Mas se você colocar mecanicamente um despertador para tocar após três horas, será justamente quando está prestes a desfrutar do sono que em cinco minutos fortalecerá os seus nervos. Se acordar nesse momento, não será bom. Você deve treinar o corpo para que quando  deitar durma em cinco ou dez minutos, antes que a mente comece a pensar nos incidentes e eventos. Tenha um doce pensamento sobre mim – que eu sorri para você um dia, ou outra coisa. Você lembrará daquele sorriso e nadará no seu mar quando dormir.

Os discípulos que vejo todos os dias não devem lembrar da repreensão de hoje, mas sim do sorriso de ontem. Lembrem-se de qualquer coisa minha que traga alegria a vocês. Se puderem lembrar daquela alegria por cinco minutos quando forem dormir, a sua paz entrará em vocês. A alegria traz paz a vocês. Esse é o caminho mais fácil. Mesmo caso tenham ido para a cama após discutir ou brigar, ou se coisas ruins aconteceram no seu trabalho ou com seus amigos, pensem no meu sorriso, ou em como vocês me agradaram alguma vez. Vocês deveriam escrever essas coisas para caso não se lembrem quando estiverem irritados, possam ver e avivar a memória. Essas doces lembranças têm tanto poder que engolirão todos os sentimentos amargos que poderiam impedí-los de dormir adequadamente.

Aum, Julho 1978, p. 42-43

 

 

Pergunta:Seria ruim caso alguém voltasse para a cama após meditar das duas às três da manhã?

 

Sri Chinmoy: Não, não é ruim. Se tiver de dormir após a meditação, você pode, mas se puder continuar meditando das duas às cinco sem dormir, seria infinitamente melhor. Mas caso isso não seja possível para você no momento, se puder meditar por uma hora, pode assimilar o resultado após a meditação.

A única dificuldade que existe ao meditar das duas às três ou quatro da manhã é o grande número de horas existentes até que se levante após a meditação. Ao se levantar às nove ou dez horas da manhã, por haver meditado às duas, durante o período das sete às oito horas as forças vitais – as suas próprias ou a agressão da Terra, que fica agitada às sete ou às oito horas – farão com que a sua consciência fique agitada. A agitação da consciência da Terra ou do seu próprio vital inferior podem entrar nos resultados da meditação que você teve às duas ou três horas da manhã. Portanto, você deve ter um descanso bastante pacífico ou deve se levantar às cinco ou seis horas. Caso levante às nove ou dez horas, tendo meditado às três, a agitação e correria da vida ao seu redor podem perturbá-lo.

Assim sendo, você deve ser bastante cauteloso. Por aproximadamente uma hora, das duas às três, você pode meditar e depois pode dormir das três até as cinco. Mas esteja acordado às seis da manhã. De outra forma, a consciência da Terra, que desperta e se torna agitada, pode criar um distúrbio na sua consciência.

The Hour of Meditation, p. 52-53

 

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 9: horário regular para meditação

 

Perguntas sobre meditação 9: horário regular para meditação

 

Pergunta: Seria importante para os buscadores meditarem regularmente em uma hora estipulada?

 

Sri Chinmoy: Ajudará se tiver uma hora especial para a meditação, especialmente no início da sua jornada espiritual, porque a mente humana é uma coisa muito traiçoeira. Deixada sozinha, a mente obscura e ignorante, tentará evitar que você faça a coisa espiritualmente correta. Ela encontrará muitas desculpas para evitar que você busque a satisfação do desejo da sua alma. Mas se a sua aspiração é sincera e intensa, a disciplina para ter um horário certo para a meditação ajudará na luta contra a letargia e a instabilidade da mente.

Quando Deus vier e bater à sua porta, você estará dormindo? Você e Ele escolheram uma hora, mas quando Ele vem, você está dormindo. Em uma situação comum, o professor não o desculpará. Mas felizmente, nesse caso Deus é o professor e Ele o perdoará. Ele virá todos os dias. Se você não estiver lá amanhã, será perdoado novamente. Mas você não será capaz de se desculpar. A sua unicidade com Deus não lhe permitirá que você se desculpe. A sua alma trará tanta angústia que você se sentirá desolado. O amor da sua alma pelo Mais Elevado é muito importante para você. Quando o seu Amigo Eterno vier, o anfitrião gostaria de estar pronto muito antes da hora. Existe uma hora certa para tudo. Há uma hora para o café da manhã, uma hora para o almoço e uma hora para o jantar. Você mantém essa regularidade para o seu corpo físico. Também na vida espiritual, a Criança Divina dentro de você deseja ser alimentada com alimento divino. Você deveria ter uma hora específica para alimentar a Criança Divina.

Você não pode viver com o alimento de ontem. Você comeu ontem, por isso está forte. Mas hoje deve comer novamente. E também na vida espiritual você deve comer. Se você alimentar o corpo três vezes por dia, por que então não pode alimentar a alma ao menos uma vez por dia? Quando alimentar o corpo, não precisará de uma refeição deliciosa todos os dias. Mas caso queira, você pode ter uma refeição deliciosa todos os dias. De manhã  cedo, você pode ter uma refeição espiritual deliciosa, a qual você pode oferecer à sua alma.

Para aqueles que não meditam regularmente, por favor, tentem fazê-lo. E para aqueles que estãomeditando regularmente, por favor, meditem de alma plena. De hoje em diante, procurem aumentar a sinceridade de sua meditação. Se houver regularidade e você meditar de alma plena, perceberá o seu próprio progresso e chegará o dia em que se tornará um perito. Antes disso, por favor, mantenha uma hora e lugar específicos. Você não deveria meditar um dia na sala e outro na cozinha. Não! Por favor, medite com lugar e hora certos. Se você tiver uma hora e lugar certo para a meditação, Deus estará lá esperando por você.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 39-40

 

 

Saiba que no seu caso o poder de meditação não é forte o suficiente para que continue meditando por um tempo considerável, sejam quinze minutos ou meia hora. Mas o principal é não se deixar desencorajar. Quando começa a fazer exercícios, você não consegue praticar por mais de cinco minutos. Após alguns meses de prática diária você poderá praticar por uma hora ou duas. O que precisamos é de prática e hora regulares. Se puder meditar de manhã cedo em uma certa hora, procure continuar meditando todos os dias naquela hora. Naquele momento Deus virá bater à porta do seu coração. Abra-a e Ele oferecerá a você a Sua Paz, Luz, Bem-Aventurança e Poder.

A regularidade é necessária. Apesar de termos regularidade, podemos não estar dando primordial importância à nossa meditação. Mas se dermos importância à nossa meditação e tivermos sinceridade, plenitude de coração e dedicação em nossa vida espiritual, automaticamente o nosso poder de meditação aumentará.

Meditation: God Speaks and I Listen, p. 11

Perguntas sobre meditação 8: acordar cedo para meditar

Perguntas sobre meditação 8: acordar cedo para meditar

Pergunta:Deveríamos tentar, todas as manhãs, nos levantar o mais cedo possível para meditar?

 

Sri Chinmoy: Se a sua hora padrão para a meditação é às seis e meia, então aquela é a melhor hora para você meditar, e não às quatro.Por enquanto, comece às seis e meia, e então aumente a sua capacidade. Em poucos meses você pode tentar se levantar às cinco e meia ou seis horas, e passados mais alguns meses pode tentar acordar ainda mais cedo. Caso queira ir de trem daqui até Manhattan, precisará parar em várias estações. Digamos que hoje você tem a capacidade de ir até a primeira estação,  e amanhã ou após alguns meses poderá ir até a segunda estação. A sua meta é assim, sempre transcendendo a si mesma. Por fim você chegará ao seu destino. É uma grande distância daqui até lá. Mas apenas comece – a hora chegou. Se você começar, será o suficiente para mim. E depois tente aumentar a sua capacidade.

Palmistry, Reincarnation and The Dream State, p. 18-19

 

 

Pergunta:Mas e se formos para a cama tarde da noite? Deveríamos ainda manter a mesma hora para a meditação?

 

Sri Chinmoy: Sim, por favor, mantenha a mesma hora, e depois você pode voltar a dormir após a meditação. Você deveria meditar mesmo se tiver visitado amigos e retornado para casa às quatro horas da manhã. Pode dormir por duas horas e se levantar às seis, reajustar o despertador e voltar a dormir. Por favor, sinta que o seu Amigo divino virá bater à sua porta às seis horas. O que é mais importante: Deus o amigo, ou os seus amigos humanos? Você visitou outros amigos na noite anterior e passou horas com eles. Mas você tinha uma hora marcada com o seu Amigo divino. Não pode simplesmente dizer: “Vou me atrasar.” Quem é mais importante, Deus ou um ser humano?

Palmistry, Reincarnation and The Dream State, p. 20-21

 

 

Pergunta:Deveríamos tentar acordar espontaneamente para meditar ou seria bom programar um despertador?

 

Sri Chinmoy: Vocês deveriam usar um despertador. De outra maneira, precisariam se tornar Yogues para que a Graça divina os despertasse. Mas quando meditarem, por favor, não fiquem com um relógio à sua frente o tempo todo. Alguns alunos podem ter essa tendência por saberem que terão de se arrumar para ir à escola. Mas se quiserem realmente meditar de alma plena, apenas mergulhem profundamente dentro de si mesmos. É verdade, você não está entrando em Nirvana, mas quando medita está agradando ao Supremo. Ele o fará saber que é hora de ir para a escola. Se estiver mesmo meditando, Ele fará isso. Mas caso você esteja no mundo das fadas, sonhando, desperdiçando o seu precioso tempo, não será responsabilidade Dele.

The Hour of Meditation, p. 51-52

 

 

Pergunta:Se tivermos ajustado o despertador e não levantarmos para meditar, o que deveríamos fazer?

 

Sri Chinmoy: Quando a hora chegar, sinta que é o momento mais importante da sua vida. Quando navegamos em um barco com outras pessoas, deveríamos ser justos com o barqueiro e com os passageiros. O barqueiro está pronto, mas um passageiro está se demorando. Já está na hora de partir e apesar dos chamados e gritos do barqueiro ele não acorda. Nós somos uma família espiritual. Se um membro está atrasando todos os outros, é o nosso dever repreendê-lo e dizer: “O que você está fazendo? Por sua causa todos se atrasarão.”

Se alguém não se levanta, por vezes eu mostrei um rosto compassivo e às vezes mostrei um rosto de desagrado, ironia ou profundo desgosto, ou até mesmo repreendi a pessoa impiedosamente. Se alguns discípulos próximos não se levantam pela manhã, primeiro demonstrarei um rosto triste e depois um rosto aflito. Nada funciona para sempre, mas a tristeza pode funcionar por alguns dias. Quando alguém vê o meu rosto triste, fará todo o esforço para meditar por alguns dias. Mas algumas pessoas sentem que não precisam meditar regularmente. Então o que posso fazer? Não importa o tipo de tristeza ou aflição que eu demonstre, elas não meditarão regularmente.

The Jewel of Humility, p. 41-42

 

 

Se vocês deveriam meditar de manhã às 6h30, mas não se levantaram na hora, ao pensar: “Eu não meditei, sou um sujeito imprestável,” isso apenas fará com que fiquem com raiva ou deprimidos. Quando tiverem perdido uma oportunidade, digam: “Amanhã terei uma nova oportunidade. Tentarei novamente da maneira mais sincera.” Hoje não é o último dia de suas vidas. Podem tentar amanhã. Mas se falarem consigo mesmos: “Ó, ontem eu trabalhei até tarde e não pude levantar cedo hoje. Deus tem de me perdoar,” primeiro terão feito a coisa errada e em seguida, justificando-a, somaram força à ação incorreta. Devem esquecer as ações incorretas após terem decidido não mais repetí-las. Mas não as justifiquem apenas para justificar-se.

The Hunger of Darkness and the Feast of Light 1, p. 45-46

 

 

Pergunta:Caso marquemos uma hora certa para a meditação da manhã, você se sente desapontado se às vezes continuarmos dormindo?

 

Sri Chinmoy: Quando medito em vocês, isso não depende de terem levantado ou não. A minha meditação é incondicional. Quando medito em vocês, não espero que se levantem na hora certa. Mas se  vocês meditarem na hora certa, ficarão conscientes do que eu estou fazendo. A minha dificuldade é que os discípulos não estão conscientes do que eu faço. Não percebem que eu os amo infinitamente mais do que eles amam a si mesmos.

Experiences of the Higher Worlds, p. 25-26

 

 

Caso vocês não estejam acordados meditando na hora certa, eu ficarei triste, mas apenas de uma maneira humana. Em uma maneira divina não ficarei triste porque sei que a tristeza não é de utilidade alguma. Vocês fizeram amizade com a ignorância. Nesse momento tentarei ter mais poder consciente para despertá-los e iluminá-los. Em tudo que é humano existe sempre o sucesso e o fracasso. Mas na maneira divina, onde está o sucesso e onde está o fracasso? Eles não são nada.

Experiences of the Higher Worlds, p. 27

 

 

Pergunta:Se tivermos uma hora certa para a meditação e formos capazes de levantar mais cedo, ainda assim deveríamos manter a mesma hora?

 

Sri Chinmoy: Sim, essa hora é importante porque é a hora que você estipulou. Se a sua hora para meditar é às 4h30 da manhã, nessa hora a sua alma baterá à sua porta – como um entregador pontual de jornais – portanto é melhor que você esteja preparado. Escolha a hora que julgue como sendo a melhor e procure mantê-la. O melhor horário para a maioria de vocês é após as 4h30 da manhã. Ontem vocês podem ter meditado às quatro horas, outro dia às duas, outro dia às cinco e em outro dia até mesmo às nove horas – mas é isso a verdadeira meditação? Às duas da manhã ou em qualquer hora antes das 4h30, não é possível para vocês meditarem bem, porque estarão cansados. Portanto, os discípulos devem acordar e meditar entre as 4h30 e 6h45 da manhã. Após as sete horas eu já sei como está a consciência da América: é um clima de agitação.

Por favor, meditam na hora que tiverem escolhido. Se trocarem a hora todos os dias ou se não tiverem meditado, eu os descobrirei nos mundos interiores, porque eu realizei Deus e vocês não. Sejam como fazendeiros indianos e trabalhem as suas terras, as suas terras de meditação, todos os dias na mesma hora.

The Hour of Meditation, p. 56-57

 

 

Pergunta:Seria bom levantar antes da hora marcada para a meditação, para que tomemos um banho e estejamos prontos?

 

Sri Chinmoy: Podem se levantar meia hora mais cedo para tomar um banho e se preparar, mas devem então começar a meditar no horário estabelecido. Ocasionalmente seria bom ler os meus livros por alguns minutos ou cantar algumas canções espirituais para que se preparem interiormente.

The Hour of Meditation, p. 57

 

 

 

Pergunta:Um dia tenho de sair de casa às cinco da manhã, portanto acordo mais cedo do que nos outros dias e medito às quatro e meia da manhã.

 

Sri Chinmoy: Então você terá de meditar às quatro e meia nos outros dias também. Não tente manter o seu horário original naquele dia, enquanto estiver no metrô, na escola ou no trabalho. Essas meditações devem ser em adição à meditação da manhã. Caso contrário, começa-se a relaxar. Hoje  você precisa ir até um certo lugar, amanhã para um outro lugar. Apenas nos domingos eu sou responsável por você – se você vier à meditação matutina de domingo. Caso contrário mantenha o seu horário.

Você não precisa manter uma hora específica para a meditação da noite. À noite o rio já está correndo e entrando no oceano. Eu sou responsável apenas pela meditação da manhã, quando o rio começa a fluir. Se eu puder iniciar o correr do rio, sei que um dia ele chegará à fonte. Mesmo que você não alcance o destino hoje, contanto que haja algum movimento, o alcançará amanhã ou depois de amanhã. Se  estiver fluindo para o oceano-consciência, será o suficiente para mim. Você também pode meditar na hora do café às três ou quatro horas da tarde, mas deve começar de manhã.

Palmistry, Reincarnation and the Dream State, p. 23-24

 

 

Pergunta:E caso ocorram conflitos inesperados e não possamos meditar de manhã no horário estipulado?

 

Sri Chinmoy: Não existe tal coisa. Essa hora é muitíssimo importante. Saibam que não é como um horário marcado com o dentista. É o encontro com o seu Eterno Pai, o seu Amado. Se alguém quer marcar um encontro e você não puder, dirá: “Tente novamente na semana que vem.” Você se esforçará para ver alguém às dez ou às cinco horas, e aquele será o horário. Caso o Supremo venha na hora marcada e você disser: “Tente novamente na semana que vem,” Ele dirá que pode vir apenas na hora em que Ele deve vir e essa é a única hora em que Ele pode vê-lo.

Mas se você estiver doente ou sofrendo de alguma coisa, é inevitável. Se tiver febre, o que poderá fazer? É a única desculpa que aceitarei, de outra forma, terá de se convencer a acordar cedo.

Palmistry, Reincarnation and the Dream State, p. 24-25

 

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 7: por que usar incenso, flores e velas para meditar?

Por que usar incenso, flores e velas para meditar?

Pergunta:Porque você usa flores e queima incenso quando medita?

Sri Chinmoy:Existem pessoas que dizem não ser necessário ter flores à nossa volta enquanto meditamos. Elas dizem: “A flor, o lótus de mil pétalas, está dentro de nós.” Mas a flor material nos lembra pureza e divindade. Quando você a olha, ganha um pouco de inspiração.

Acontece o mesmo com a chama da vela. Não é ela própria que nos inspirará, mas sim a chama interior. Mas quando vemos a chama exterior imediatamente sentimos que a chama no nosso ser interior está sendo alimentada e indo alto, mais alto, altíssimo. E quando sentimos o cheiro de incenso, conseguimos talvez um pouco de inspiração, somente um pouco, mas essa inspiração e purificação podem ser juntadas ao nosso tesouro interior.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 47 – 48

 

Pergunta:Por que é necessário que tenhamos flores, incenso e tudo o mais para meditarmos?

Sri Chinmoy: Quando oferecemos flores, quando queimamos incenso, acendemos velas ou tomamos banho, convencemos nosso físico de que estamos fazendo algo. A vida exterior e a interior devem caminhar juntas, mas a exterior não é o nosso objetivo. O objetivo é a nossa aspiração interior, a chama crescente dentro de nós. Devemos estar atentos à nossa aspiração e então constantemente ir ao nosso interior e  voar para o mais alto nível de nossa consciência.

Flores, incenso e banho antes da meditação nos ajudam a ter pureza. A pureza do corpo é da maior importância na vida espiritual. É nessa pureza que habita a respiração de Deus. Se faltar pureza física será simplesmente impossível para o Divino respirar dentro de você. A pureza requer limpeza no corpo. Àquilo que chamamos de limpeza no mundo exterior, chamamos de pureza no mundo interior. Portanto, antes de começar a meditar, não importa quando você medite, tome uma ducha ou lave seus olhos, orelhas, nariz e pés com água fria, e se possível use flores e incenso para criar uma atmosfera de pureza.

Meditation: God Speaks and I Listen 1, p. 22

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

 

Perguntas sobre meditação 6: qual é o melhor lugar para meditar?

O lugar para meditar

Pergunta:Considerando-se o ambiente físico, qual é o melhor lugar para meditar?

SriChinmoy:Você deve ser prático quando escolhe um lugar para meditar. Se tentarmos meditar na rua um carro nos atropelará. Se decidirmos meditar na cozinha, que tipo de meditação poderíamos ter? Haverá todo tipo de barulho, cheiro e atividade para nos perturbar. Em vez de meditarmos em Deus, meditaremos na comida. Teremos um resultado melhor de nossa meditação se tivermos um altar num canto silencioso de nossa sala ou quarto. Mas enquanto estivermos sentados em frente de nosso altar, se não sentimos um altar dentro de nosso coração não teremos uma meditação satisfatória.  Em qualquer lugar que meditemos, devemos entrar em nosso coração onde podemos sentir o altar vivo do Supremo. Em nosso altar interior tudo é seguro e protegido, lá nós estamos protegidos pelas forças divinas. Se você puder meditar no seu altar interior poderá fazer um rápido progresso porque não encontrará nenhuma oposição. Na mente existe uma batalha constante, ela é como Times Square na véspera de Ano Novo em Nova Iorque, enquanto que o coração é como uma caverna solitária no Himalaia.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 1, p. 47 – 48

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 5: é melhor meditar de noite ou de manhã?

Pergunta:A qual é melhor: a meditação matutina ou a meditação vespertina?

Sri Chinmoy:Elas podem ser igualmente benéficas, igualmente frutíferas, mas à noite se torna mais difícil meditar porque por 8 ou 10 horas durante o dia você esteve na agitação da vida. Você encontrou pessoas sem aspiração e inconscientemente seus  pensamentos e idéias impuras entraram em você. A menos que você seja espiritualmente poderoso, assimilará do mundo forças não inspiradoras e não aspirantes. Portanto, se torna muito difícil meditar à noite com a mesma esperança e o mesmo frescor. Se você tomar um banho, isso ajudará, se você se associar a pessoas espirituais isso também o ajudará. Mas normalmente não é a mesma coisa.

Na manhã seguinte tudo estará fora de sua memória pelo menos por um período de tempo. Enquanto você dormiu as distrações do mundo exterior se foram. Todos os golpes que você recebeu das pessoas se foram. Durante as 8 horas em que você esteve dormindo, a sua alma, como uma divina ladra, o esteve observando. Um ladrão qualquer teria roubado alguma coisa de você, mas essa ladra divina somente lhe dará e dará. Se você precisa de paz em algum ponto, sua alma ali colocará a paz.

É como a mãe que entra secretamente no quarto da criança pela manhã – muito cedo. Assim que a criança acorda encontrará tudo o que necessita para ir à escola. À noite a alma tem a oportunidade de fazer o que é necessário enquanto você dorme. Mas durante dia, enquanto você está envolvido nas atividades exteriores, se torna extremamente difícil para a alma dar e para você receber. Por essas razões, meditar de manhã é usualmente melhor.

Quando você se senta para meditar, se estiver 99% no mundo do sono e 1% neste mundo, como poderá ter uma meditação frutífera? De manhã, para conquistar sua letargia, tome um banho e se sente refrescado e alerta para sua meditação, a qual se tornará 100% boa. De outra forma ela será inútil.

De manhã bem cedo não há agitação, não há comoção. Você descansou por muitas horas e sente a força de um leão. Depois da manhã, a melhor hora para meditar é à noite porque a atmosfera é calma e há bastante paz. Você tem então uma sensação de suavidade. À noite você está cansado e sente que o mundo todo está cansado, mas existe uma pequena diferença entre a maneira como o mundo se aproxima da verdade e à sua própria abordagem quando ambos estão cansados. Quando o mundo está cansado ele não tem aspiração e quer descansar. Mas você sente que o seu cansaço e letargia podem ser superados apenas trazendo mais Luz, mais energia para o seu organismo. Uma pessoa comum não rezará ou meditará. Se ela estiver cansada dormirá. Ela sentirá que não há nada mais para fazer. Mas você dirá: “Não! Estou cansado, mas existe uma forma específica de dar energia à minha vida: lhe dando paz, luz e alegria.” Quando você reza ou medita, uma nova vida, uma nova energia o adentra e o refresca.

Se você quiser meditar à noite, medite por meia hora ou 40 minutos antes da refeição. Se estiver realmente com muita fome você pode tomar um copo de água, suco ou leite. Se você meditar após ter tido uma refeição pesada, os milhares de nervos sutis em seu corpo estarão muito pesados e você não será capaz de  ter uma boa meditação. O corpo, a consciência, os nervos estarão pesados e sua meditação será inútil. Quando você medita corretamente a sua consciência voa como um pássaro, se meditar bem você sente que toda a sua existência, como um pássaro, está voando, alto, mais alto, altíssimo.

Mas, quando você se toma pesado, imediatamente afunda e sua consciência não se levanta.

Se você não puder meditar de manhã, meditar à noite é a segunda melhor opção. Não ao meio-dia ou  às 14 horas. Nessas horas sua meditação não será boa. Mas quando você estiver bem avançado na vida espiritual, qualquer hora será boa para você. A melhor coisa, no entanto, é meditar de manhã e à noite. Se você meditar bem pela manhã, conseguirá um milhão de dólares espirituais e se meditar bem à noite conseguirá 10 milhões de dólares espirituais – mas se conseguir mesmo que seja um dólar a mais para juntar à soma espiritual em direção à sua realização, se você for sábio, ficará com ele.

Flame-Waves 5, p. 7

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

 

Perguntas sobre meditação 4: como assimilar o aprendizado da meditação?

Assimilando o aprendizado da meditação

por Sri Chinmoy

Vocês podem dizer: “Eu não sei como meditar” Mas eu quero dizer que uma vez que você se torne meu discípulo e entre no meu Barco, esse problema é do Barqueiro que deve levá-lo para a Praia Dourada. Depois que você estiver sentado no Barco, em segurança, você pode se deitar, cantar, dançar ou fazer qualquer coisa. Mas primeiro você tem de entrar no Barco. Ocasionalmente eu dou algumas instruções para alguns dos meus discípulos que necessitam delas, mas para a maioria não dou meditações individuais – a cada um é permitido meditar à sua  própria maneira. Quando eu aceito um discípulo, me concentro em sua alma e trago a alma à frente. Então dou a ele alguma meditação interior. Naquela hora o discípulo está apto a receber minha instrução interior. Mas se o discípulo puder criar conscientemente uma vibração e mantiver uma atitude sincera, então é mais fácil para a alma permanecer à frente e receber de mim todo o necessário.

No começo eu era muito liberal em dar aos meus discípulos meditações individuais. Eu tinha uma discípula que nunca tinha resultados satisfatórios das  meditações que eu dava a ela. Ela sempre voltava da meditação que eu dava e me pedia que fizesse o favor de lhe dar outra. Eu lhe dava outra meditação e ela continuava me pedindo outra.

Essa discípula costumava ir a todo tipo de Mestres espirituais, aos cinemas, festas e casas noturnas e então reclamava que as meditações que eu tinha dado não funcionavam. O que eu podia fazer? A primeira meditação que eu lhe dei deveria ter sido efetiva. Somente pela minha compaixão continuei dando a ela diferentes meditações. Finalmente ela me acusou de não ter nenhuma visão interior.

Dependence and Assurance, p. 2 – 4

 

Para que mantenhamos sempre o mesmo nível de meditação temos de ser espiritualmente adiantados. Não estou jogando água fria em vocês – longe disso. Quero dizer que no começo você deve ficar feliz mesmo que somente algumas vezes tenha meditações muito boas, muito elevadas e sublimes. Quando você não tiver uma boa meditação, não se permita ficar frustrado. Se você se tornar frustrado perderá muito de sua capacidade e no próximo dia, naquela mesma hora, será impossível que você medite profundamente.

Se hoje você não tiver uma boa meditação, procure esquecer; amanhã se você tiver uma meditação um pouco melhor, tente lembrar-se dela. O passado é pó, não nos dá realização. Esse é o porque de  rezarmos e meditarmos. Então porque pensamos no passado? Você deve esquecer tudo aquilo que não o inspira ou não lhe dá a coragem de ir adiante. Portanto, se a meditação de hoje não o inspirou ou não lhe deu resultados mais satisfatórias, tente esquecê-la totalmente.

Meditation: God’s Blessing-Assurance, p.31

 

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 3: Como começar a meditar?

Começando a Meditar

 por Sri Chinmoy

Por que nós meditamos? Meditamos precisamente porque necessitamos de algo. De que? Do sentimento consciente de nossa unicidade com o Supremo. Essa necessidade deve ser espontânea, genuína e com toda a alma.

Vamos começar com o ABC da meditação. A melhor forma de meditar é sentar-se com as pernas cruzadas numa pequena almofada ou tapete. A coluna vertebral e o pescoço devem ser mantidos eretos. Se para alguns de vocês não for possível sentar-se nessa posição, então, por favor, se estiverem sentados numa cadeira conservem as costas inteiramente eretas. Se vocês quiserem meditar em casa, tentem manter um lugar sagrado, um canto de seu quarto absolutamente puro e santificado. E por favor, usem roupas limpas e claras. Para ter o máximo de pureza é de extrema ajuda tomar banho antes da meditação, mas se isso não for possível pelo menos lavem o rosto e os pés. Se possível, enquanto estiver meditando usem incenso e coloquem uma flor, qualquer flor à sua frente.

Quando você estiver meditando em casa, se possível, medite sozinho. Esta regra não se aplica ao casal se os dois tiverem o mesmo Mestre espiritual – eles podem meditar juntos. Também os amigos espirituais que entenderem totalmente a vida interior uns dos outros podem meditar juntos. De outra forma não é aconselhável meditar com outras pessoas. Em nosso Centro, no entanto, os discípulos devem meditar coletivamente, pois isso também é muito importante. Mas para a meditação diária, individual, eu sinto que é melhor que cada um medite em seu próprio quarto, em privacidade, até mesmo em segredo.

É de grande ajuda ter à sua frente durante sua meditação a foto de Cristo ou de alguma outra  figura espiritualmente amada, a qual você considere como seu Mestre. Aqueles que são meus discípulos terão a minha foto, tirada quando eu estava meu mais alto nível de consciência, onde sou absolutamente Um com o meu Piloto Interior. Eu digo aos meus discípulos quando eles meditam na minha foto: “Ou vocês entram em mim ou permitem que eu entre em vocês para que eu possa meditar em seu lugar”.

Algumas pessoas me perguntam o que devem fazer quando estão desassossegadas e não conseguem ter uma  boa meditação. Se qualquer um de vocês achar difícil meditar em algum dia, não force. Somente olhe para minha foto – nos meus olhos, na minha testa ou mesmo em meu nariz. Somente olhe e não tente se esforçar para meditar. Quando você se levanta para um dia de trabalho, não se sinta miserável porque não pode meditar. Se você sentiu que o seu Ser Interior está descontente ou que você mesmo está descontente, estará cometendo um grande erro. Se num dia você não consegue meditar, tente me passar a responsabilidade dessa situação, se você for meu discípulo, ou passe-a para o Supremo. Se você se sentiu culpado ou desanimado, o progresso que você fez ontem ou anteontem será anulado.

Meditation: Humanity’s Race and Divinity’s Grace 2, p. 3 – 4

________________________________________

Textos da série perguntas e respostas sobre meditação

Perguntas sobre meditação 2: A importância da meditação

A importância da meditação

por Sri Chinmoy

Se você quer desenvolver os seus talentos ou aumentar a sua capacidade em qualquer área, então eu gostaria de dizer que é obrigatório seguir alguma disciplina interior. Se você é um cantor, mas deseja cantar infinitamente melhor, sua voz vai se tornar muito melhor com a sua aspiração. Não existe nada na Terra que não possa ser melhorado pela espiritualidade e pela meditação.

Se você quer simplificar a sua vida, a meditação é a resposta. Se quer satisfazer a sua vida, a meditação é a resposta. Se quer ter alegria e oferecê-la ao mundo inteiro, então a meditação é a única resposta.

Se meditar para se esquecer do seu sofrimento ou das suas dificuldades, então não estará meditando pela razão correta. Mas se está meditando só para satisfazer a Deus e para satisfazer a Deus à maneira Dele, então a sua meditação está correta. Quando Deus fica contente, e Ele fica contente com a sua meditação, então é problema Dele retirar os seus sofrimentos e as suas dificuldades. Mas se você medita para escapar do mundo ou para enfrentá-lo e ficar contra ele, está fazendo a coisa errada.

A meditação, que você tem para utilizar todos os dias e todos os segundos, é a sua capacidade consciente para entrar na sua altíssima divindade, na qual o finito está completamente perdido no Infinito. Ao meditar, a existência finita, que você tem e que você é, pode ser facilmente perdida no Infinito e se tornar totalmente uma com Ele. Isso é o que a meditação é e o que ela pode fazer por você.

Experiences of the Higher Worlds, p. 2-3

 

Pergunta:Por que é importante meditar com outras pessoas?

Sri Chinmoy: Se você tiver um amigo que saiba como meditar, e meditar com ele, pode dele receber inspiração, mesmo inconscientemente. E então automaticamente o poder de meditação em você aumentará e a sua ignorância diminuirá. Você aprenderá muitas coisas com os seus amigos espirituais, será capaz de ter uma nova perspectiva na vida.

The Hour of Meditation, p. 28


Textos da série perguntas e respostas sobre meditação