meditacao transcendental

 

Levante, acorde, Ó Forma da minha meditação transcendental

 

Levante, acorde, Ó amigo do meu sonho.

Levante, acorde, Ó alento da minha vida.

Levante, acorde, Ó luz dos meus olhos.

Ó Poeta-Vidente em mim,

Manifeste-Se em e através de mim.

Levante, acorde, Ó vasto coração dentro de mim.

Levante, acorde, Ó consciência minha

Que está sempre transcendendo o universo

E a sua própria vida do Além

Levante, acorde, Ó Forma da minha meditação transcendental.

Levante, acorde, Ó divindade presa na humanidade,

Levante, acorde, Ó Libertador do meu coração, Shiva,

E liberte a humanidade do seu sono ignorância.

  • Sri Chinmoy, tradução

Obs: esse poema e a mênção à meditação transcendental mencionados no site não possuem ligação com a prática conhecida como Meditação Transcendental. Trata-se de um uso distinto do termo transcendental no contexto do aprender meditação.

 


Meditações no aspecto transcendental

Seguem abaixo algumas meditações a respeito do aspecto transcendental do divino. São em forma de poemas lindíssimos, todos de autoria de Sri Chinmoy.

 

Levante-se, acorde, Ó amigo do meu sonho.

Levante-se, acorde, Ó alento da minha vida.

Levante-se, acorde, Ó luz dos meus olhos.

Ó poeta-vidente em mim,

Manifeste-se em e através de mim.

 

Levante-se, acorde, Ó vasto coração dentro de mim.

Levante-se, acorde, Ó consciência minha,

Que está sempre a transcender o universo

E sua própria vida do Além.

 

Levante-se, acorde, Ó forma da minha meditação transcendental.

Levante-se, acorde, Ó divindade aprisionada na humanidade.

Levante-se, acorde, Ó Shiva, Libertador do meu coração,

E liberte a humanidade do seu sono-ignorância.

 


 

Ó meu Barco, Ó meu Barqueiro,

Ó mensagem do Deleite Transcendental,

Carregue-me.

Meu coração está sedento e faminto,

E, ao mesmo tempo, dorme profundamente.

Leve meu coração para a outra margem.

A dança da morte eu vejo por toda parte.

O trovão da destruição invencível eu ouço.

Ó meu Piloto interior, Você é meu,

Você é o Oceano da Compaixão infinita.

Em Você eu me abandono,

Meu todo em Você eu abandono.

 


 

Você é belo, Ó Ser Absoluto,

E eu sou o Seu servo.

Na Sua Vitória está a minha vitória,

O meu infinito enlevo.

O meu coração sofreu aflições infinitas para conhecê-Lo.

Por isso eu atiro as flechas do meu veneno-zanga

No Seu Coração.

Liberto dos erros, pensamentos abolidos,

Nenhum desejo agora tenho.

Beleza Transcendental,

Sou o escravo do Seu Néctar-Compaixão.

 


 

Pelo toque de quem o lírio sorri

E abre seu botão-beleza?

A luz-de-lua da beleza de quem

Eu vejo no lírio?

Quem é o Olho de meu olho?

Quem é o Coração do meu coração?

Ora, por que eu não O vejo,

A Sua Face de Beleza Transcendental,

Mesmo nos meus sonhos?

 


 

Às margens do rio azul Jamuna

Muitas vezes eu vi

A forma transcendental do meu coração.

Às margens do rio azul Jamuna

No sono, no sonho e nas horas de vigília

Eu brinquei com Krishna.

Às margens do rio azul Jamuna

Juntos abrimos a porta do Paraíso

Para a libertação do mundo,

Às margens do rio azul Jamuna.

 


 

Silêncio, silêncio, silêncio!

Dentro do meu coração hoje queima

O incenso da transformação.

Silêncio, silêncio, silêncio!

Céu e Terra, finito e Infinito

Implorando pela minha Forma Transcendental.

 


 

Você é belo, Ó Ser Absoluto,

E eu sou o Seu servo.

Na Sua Vitória está a minha vitória,

O meu infinito enlevo.

O meu coração sofreu aflições infinitas para conhecê-Lo.

Por isso eu atiro as flechas do meu veneno-zanga

No Seu Coração.

Liberto dos erros, pensamentos abolidos,

Nenhum desejo agora tenho.

Beleza Transcendental,

Sou o escravo do Seu Néctar-Compaixão.

 


 

Hoje a hora sagrada de Deleite altíssimo

despertou nesta vida.

Hoje tornei-me próximo

da Luz do Supremo.

Não mais a escuridão, escuridão em lugar nenhum.

Além do rio da esperança eu vojo

o Barco do Reino Transcendental.

A escuridão de eras é capturada

E sua rendição se dá

nos mais profundos recônditos do meu coração,

Aos pés do meu sol interior.

 

Pergunta: Você poderia nos falar sobre o valor que há em praticar meditação transcendental?

Sri Chinmoy: Sou a pessoa errada a se perguntar. Não tenho competência para falar sobre isso. Nesta manhã, alguém veio até mim depois de eu dar um discurso e me perguntou sobre outro Mestre. Ele estava segurando um broche com a foto do Mestre e me disse: “Por favor, conte-me algo sobre o meu Mestre.” Eu respondi: “O seu Mestre está dentro do seu coração. Como saberei mais do que você? O seu Mestre está no seu interior, e eu estou fora e, portanto, sou um intruso. Você certamente conhece ele melhor do que eu.” Eu não pratiquei meditação transcendental. Já que nunca pratiquei, não sei nada sobre ela. Qualquer coisa que eu diga estará errada. Eu conheço aquilo que tenho dentro do meu coração ou do meu quarto. Eu posso lhe contar sobre essas coisas. Mas não serei capaz de discursar sobre as coisas que pertencem a outros ou estão no quarto de outras pessoas. Você terá de perguntar à própria pessoa. -Canada Aspires, Canada Receives, Canada Achieves, Part II

Páginas recomendadas

Meditação transcendental Este post é apenas para esclarecer que não ensinamos o que é conhecido como meditação transcendental. Possuimos uma outra abordagem de ensino, gratuit...